O Campo de Golfe

Uma breve apresentação...

 

O percurso, com 6695 metros (medidos dos tees mais recuados), é um desafio para os jogadores de golfe de todos os níveis.

O primeiro buraco, um par 4, dog leg à direita orientado para Norte, dá início a uma combinação de buracos com uma vista admirável sobre a Lagoa de Óbidos. O buraco carismático dos primeiros nove é o 3, um par 3 de 144 metros (medidos das estacas amarelas) em direcção a um green em ilha, com a Lagoa de Óbidos em fundo. 

Os segundos nove buracos debruçam-se sobre o Atlântico, sendo seis percorridos entre um intricado ecossistema de lagos, ligados por percursos de água em cascata. Destaque para o buraco 18, um par 5 de 490 metros (jogados das estacas amarelas) com uma vista espectacular sobre os últimos nove buracos, o Club house e o Oceano Atlântico.

O Club house dispõe de gastronomia variada no Restaurante & Bar The Legend, dois bares, uma recepção, uma loja de golfe e uma área de recolha de material. Num amplo espaço de esplanada, tanto proprietários como visitantes desfrutam de uma vista deslumbrante sobre o campo de golfe, com os diferentes lagos, riachos e cascatas, bem como de um pôr de sol maravilhoso e inesquecível, tendo o mar como pano de fundo.

Buraco 1 

Um ligeiro dog-leg para a direita. O ideal é posicionar o drive no centro do fairway para a esquerda a fim de se abrir o green para a pancada de aproximação. Para a aproximação ao green escolha um taco a mais, face à elevação do green em relação ao fairway.

PAR: 4  |  SI: 


Buraco 2 

O lago que acompanha o fairway tem um papel forte na forma de se jogar este buraco. Sugere-se uma estratégia defensiva com um ferro do tee mantendo a bola curta do lago, utilizando três pancadas para chegar ao green, em virtude deste estar muito bem protegido por água.

PAR: 5  |  SI: 3


Buraco 3 

O green em forma de ilha para este par 3 faz deste um dos buracos de assinatura do campo. A escolha cuidadosa do taco é primordial. Aponte para um ponto ligeiramente à esquerda do centro do green.

PAR: 3  |  SI: 13


 

Buraco 4 

Um par 4 desafiante e exigente. O drive deve ser posicionado à esquerda do centro do fairway de forma a abrir o green para a pancada de aproximação, que será certamente com um ferro médio/longo ou eventualmente uma madeira. Dever-se-á contar sempre com mais um taco face à elevação do green.

PAR: 4  |  SI: 1


 

Buraco 5 

Um par 5 que permite colher alguns frutos se jogado correctamente. Um bom posicionamento na pancada de saída é vital para um bom resultado neste buraco. O drive deverá ser jogado ligeiramente à direita do bunker. O jogador mais experiente agora tem a opção de atacar o green em duas.

PAR: 5  |  SI: 9


 

Buraco 6 

Um par 3 curto cuja selecção do taco é fundamental para um bom resultado. O green é largo mas pouco fundo. Qualquer pancada curta do green invariavelmente encontrará o lago. Em contrapartida, uma pancada comprida resulta num chip muito difícil para um green a descer para o lago.

PAR: 3  |  SI: 15


 

Buraco 7 

Um ligeiro dog-leg à esquerda. É fundamental encontrar o fairway com as primeiras duas pancadas, de forma a facilitar a pancada de aproximação ao green elevado e com um bunker estrategicamente posicionado à espera de qualquer pancada ligeiramente comprida.

PAR: 5  |  SI: 5


 

Buraco 8 

Um par 3 lindíssimo com as Ilhas Berlengas e Farilhões como pano de fundo. A escolha do ferro certo é primordial face à diferença de elevação entre o tee e o green e ao vento predominante do lado do Oceano à direita. Um green com um bunker à direita e atrás.

PAR: 3  |  SI: 17


 

Buraco 9 

Um par 4 fácil já em direcção ao clubhouse, relativamente curto. O drive deverá ser jogado ligeiramente à esquerda do centro do fairway a fim de facilitar a pancada de aproximação, maioritariamente efectuado com um ferro médio ou curto para um green elevado.

PAR: 4  |  SI: 11


 

Buraco 10 

Um começo da segunda volta que coloca o jogador à prova. Duas boas pancadas são necessárias para chegar ao green. O drive deve ser posicionado à esquerda de centro do fairway. A pancada de aproximação será com um ferro comprido ou uma madeira para a direita do centro do green.

PAR: 4  |  SI: 8


 

Buraco 11 

Um bom posicionamento neste curto par 5 é chave. O drive deve ser jogado ao meio do fairway entre os bunkers. Os jogadores mais experientes poderão optar por atacar o green com o segundo shot. Para o jogador mais conservador, sugere-se um lay-up com um ferro médio ou curto antes da água.

PAR: 5  |  SI: 10


 

Buraco 12 

Um par 4 desafiante onde uma boa estratégia é fundamental. O drive tem de ser jogado com precisão para a esquerda de centro do fairway, visto o lago entrar em jogo à direita. A pancada de aproximação ao green será com um ferro comprido ou uma madeira.

PAR: 4  |  SI: 2


 

Buraco 13 

Um par 3 a subir que, como a maioria, será recompensado com um shot bem jogado, daí a selecção do ferro ser de primordial importância. A existência de um bunker grande à frente e de dois bunkers atrás do green requerem uma pancada com a distância correcta para colocar a bola no green a partir do tee.

PAR: 3  |  SI: 18


Buraco 14 

Este par 4 será conquistado ou não em função da pancada de aproximação, visto a pancada de saída ser fácil para um fairway generoso. A pancada de aproximação é por cima de água. O jogador mais conservador tem a opção de efectuar a aproximação ao green em duas pancadas.

PAR: 4  |  SI: 6


 

Buraco 15 

Este par 3 cativante pode fazer ou destruir a volta do jogador. O tee encontra-se elevado em relação ao green, com um lago que circunda o green em toda à frente e à direita. A selecção do taco é primordial. Existe uma zona à esquerda que permite ao jogador ser mais conservador.

PAR: 3  |  SI: 14


 

Buraco 16 

Este par 4 convidativo joga mais comprido do que parece em virtude de ser a subir do tee para o green. Mantenha o drive à direita do bunker do fairway para um melhor posicionamento. Ficará essencialmente com uma pancada de aproximação curta para o green. Certifique-se que tem ferro suficiente.

PAR: 4  |  SI: 16


 

Buraco 17 

O buraco 17 pode tentar qualquer jogador a abrir os ombros pois o fairway parece sedutoramente largo e, embora seja generoso, não é. A chave para um bom resultado aqui é jogar para o centro do fairway. Uma bola que fique no rough dificulta a aproximação ao green, face ao comprimento do buraco.

PAR: 4  |  SI: 12


 

Buraco 18 

Um par 5 que permite colher alguns frutos se jogado correctamente. Um bom posicionamento na pancada de saída é vital para um bom resultado neste buraco. O drive deverá ser jogado ligeiramente à direita do bunker. O jogador mais experiente agora tem a opção de atacar o green em duas.

PAR: 4  |  SI: 12